A Ponte Preta está de volta à Série B do Campeonato Brasileiro após quatro anos. Neste domingo, jogando no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, a Ponte até chegou a abrir 2 a 0, mas a expulsão do zagueiro Rodrigo, por ter dado uma dedada nas nádegas do atacante do Vitória, ainda no primeiro tempo, levou o Vitória a conseguir a incrível virada em 3 a 2, na 37ª rodada.

O time do interior paulista já vencia bem e facilmente os baianos, com gols de Lucca, aos 6min, e de Danilo Barcelos, de pênalti, aos 16min, mas quatro minutos após o segundo tento, veio o lance que mudou a partida.


Rodrigo se estranhou com Tréllez, atacante do Vitória, na entrada da área e não gostou do fato do colombiano andar em sua direção, de costas, e deu-lhe uma “dedada”.

O banco do time baiano se revoltou com o lance e avisou o quarto árbitro. Este, por sua vez, afirmou ter visto o ato e aconselhou Ricardo Marques Ribeiro a expulsar o zagueiro ex-São Paulo e Vasco. O cartão vermelho saiu, e a Ponte ficou com um a menos desde os 20min da etapa inicial.

O homem a mais fez, então, com que o Vitória acordasse na partida e, no segundo tempo, chegou ao épico resultado. Aos 14min, André Lima completou desvio de Danilinho em cobrança de escanteio de Carlos Eduardo para diminuir. No lance seguinte, Tréllez contou com uma raspada de cabeça no zagueiro ponte-pretano para encobrir o goleiro Aranha.

Mas foi aos 37min, já perto do final da partida, que veio o golpe de misericórdia.  Após belo contra-ataque puxado, o mesmo Tréllez tabelou com Danilinho e decretou o rebaixamento da Ponte. A partida terminou antes da hora por conta da invasão ao campo de parte da torcida campineira.

Com 39 pontos conquistados, a equipe de Campinas não conseguirá mais deixar a zona de rebaixamento, com uma rodada apenas a ser disputada. Na última rodada, cumpre tabela diante do Vasco, fora de casa.

Já o Vitória, com a reversão épica do placar, chega aos 43 pontos e ainda respira na briga contra o descenso. Na jornada derradeira, terá partida diante do Flamengo, no Barradão e dependerá só de si para se salvar. Todos os jogos, em princípio, serão às 17h (de Brasília) de domingo.