O Editor do Itapetinga Notícias esteve na sessão da Câmara de Vereadores da última quinta-feira, 07/06, para ver de perto os acontecimentos da casa e tirar a dúvida da população referente ao que se comentam na cidade a respeito do tramite de um suposto aumento da tarifa de água que é fornecida pela autarquia SAAE de Itapetinga, foi comprovado que nada consta em tramite de aumento ou reajuste da conta de água na Câmara de Vereadores.

A única pauta em movimento é o projeto de lei 005/2018, que requer a aprovação para corrigir uma cláusula de uma lei feita em 2015, que está incluso a atualização do INPC, feito anualmente por todas as empresas, inclusive deveria ser feito também pelo SAAE, mas que não é corrigido por conta desta lei. Pela lei teria de passar pela Câmara todas propostas de reajuste ou aumento de tarifa de água, até aí tudo bem, mas consta também a atualização de origem obrigatória para uma empresa sobreviver que é a do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).



A Maioria dos Vereadores consideram inconstitucional passar pela Câmara a atualização do INPC, e querem retirar esta cláusula e evitar que tais vereadores aproveitem anualmente o ensejo para cobrar propinas por baixo do pano. Com a atualização sem ter que passar mais pelo legislativo, não terá mais valores abusivos, ou inesperados, será simplesmente o do INPC que acontece somente uma vez no ano, claro sempre fiscalizado por vereadores competentes e de compromisso com a sociedade.




Mesmo sendo uma das tarifas de água mais baratas do Brasil, a proposta do SAAE de atualização para esse ano será abaixo do que deveria, pois não houve atualização desde os últimos 3 anos, sendo atualmente uma proposta de 11%, um leve acréscimo de apenas R$ 1, 78, continuando sendo entre as mais baratas do País e com uma autarquia pronta a continuar prestando os serviços de qualidade aos munícipes.

Por outro lado tem vereador polemizando a coisa, um deles foi acusado no passado pelos eleitores de ter ganhado um carro, outros colegas, montantes de dinheiro, para que eles aprovassem um aumento abusivo para época que era de 35%, agora a farra vai acabar com essa proposta de alteração da lei e isso está deixando uma minoria de vereadores enraivecidos, pois nunca mais irão mamar nas águas do SAAE.

IsrraelDamaceno/ItapetingaNotícias