WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

:: 11/set/2018 . 20:37

Esfaqueador Adélio, diz que se sentiu ameaçado por Bolsonaro e precisava dar uma resposta

Resultado de imagem para depoimento de adelio

Preso por dar uma facada no candidato à presidência Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira classificou o caso de “incidente” e afirmou que agiu por se sentir ameaçado pelo discurso do capitão da reserva. Um vídeo de 11 minutos mostra uma entrevista de Adélio durante audiência de custódia um dia depois do ataque, em Juiz de Fora (MG). Ele aparenta estar tranquilo e responde calmamente às questões feitas pela juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, embora às vezes soe confuso.

“O incidente, o imprevisto que terminou, digamos assim, de forma problemática. Discordâncias em certos pontos, em diferentes pontos. Seguimos assim. Não saberia nem expressar, mas o fato ocorreu, entendeu? Houve um ferimento, correto? Embora pretendíamos pelo menos dar uma resposta, um susto, alguma coisa dessa natureza, entendeu? E houve, aconteceu”, afirma Adélio.


Adélio responde também a uma questão de um dos seus advogados, afirmando que atacou Bolsonaro por se sentir “literalmente ameaçado” pelas ideias e falas do candidato. Diz que o ataque teve motivações religiosas e políticas. “As duas coisas, entendeu? Porque eu, como milhões de pessoas, pelos discursos da pessoa referida, me sinto ameaçado literalmente, entendeu? Me sinto ameaçado como tantos milhões de pessoas pelos discursos que o cidadão tem feito”, afirma. “Aquela certeza de que, cedo ou tarde, ele vai cumprir aquilo que está prometendo tão veementemente pelo país todo contra pessoas como eu exatamente”, diz ainda.

:: LEIA MAIS »

Maiquinique: Homem é preso acusado de estuprar neta de 11 anos

Resultado de imagem para maiquinique

Um homem de 57 anos foi preso suspeito de estuprar a neta de 11 anos, na manhã desta terça-feira 11/09, na cidade de Maiquinique, no sudoeste da Bahia. Conforme a Polícia Civil, ele já foi acusado de abusar de outras duas garotas em 2013.

De acordo com a polícia, a equipe da delegacia do município teve que se vestir como trabalhadores rurais para evitar que o suspeito, indentificado como Dionilio Pereira Silva, fugisse.

Segundo a Polícia Civil, a vítima disse, em depoimento, que o suspeito ameaçava ela para que não denunciasse o crime. A neta era abusada por Dionilio desde os 5 anos. A garota passará por um tratamento psicológico.


Em nota, a Polícia Civil informou que em 2013, Dionilio foi acusado de estuprar a cunhada e uma amiga dela. Na época, as duas garotas, ambas com 10 anos, passavam férias na casa do suspeito, em Maiquinique. O processo está em curso no Ministério Público (MP) da cidade de Macarani, também no sudoeste do estado.

Informações G1-Bahia



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia