O famoso grito dos excluídos feito anualmente nos desfiles da Independência em de 7 Setembro, exceto em alguns anos que o PT comandou Itapetinga, sendo o evento barrado pelo gestor por motivos de críticas à gestão na época,  teve esse ano um grupo penetra que é considerado de fato excluído da política local (os petistas), os mesmos que quebraram a tradição do desfile cívico naqueles anos.

Eles aproveitaram o momento sofrido de exclusão da política de Itapetinga e se misturaram ao povo para simplesmente se aparecerem. O grupinho “gato pingado” do PT, se aglomerou no meio do agrupamento Grito dos Excluídos e proferiam palavras em defesa de Lula, aos berros gritavam “Lula Livre”, Lula Livre.

Ao serem esquecidos pelo povo e deixados pra trás até pelo grupo Grito dos Excluídos que reivindicavam mais proteção da Amazônia, mais saúde, mais educação, mais segurança, os petistas passaram a resmungar querendo os holofotes pra si, mas o povo não deu crédito a turma do ex-prefeito José Carlos Moura, saindo eles vermelhos de vergonha.

Isrrael Damaceno/ Itapetinga Notícias (foto: cidade acontece)