Funcionários da Vulcabrás/Azaléia denunciaram ao Itapetinga Notícias dando conta de que o arroz da cesta que foi fornecida no fim deste mês de Agosto pela empresa contratada pela Vulcabrás/Azaléia está estragado, com cheio insuportável, coloração estranha e emboloramento.

Há possibilidades de que a validade da mercadoria tenha sido adulterada, pois a entrega da cesta aos funcionários da Empresa ocorre entre os dia 27 à 30 de cada mês e a data de fabricação que consta na embalagem do arroz é de 26 de agosto de 2019, vindo de Contagem-MG, sem levar em consideração o tempo de empacotamento da cesta, carga e descarga e etc.

Enquanto os digníssimos trabalhadores da Vulc/Aza comem arroz estragado, àqueles que deveriam defendê-los (membros do Sindicato de Verdade) por receberem pra isso, estavam desfilando na praça no 7 de Setembro, defendendo um presidiário, gritando aos berros ‘Lula Livre, Lula Livre’.

Foto: cidade acontece

Além da queixa do arroz estragado, funcionários também declaram que os demais produtos da cesta são na maioria de péssima qualidade, vez ou outra vem produtos sem nenhuma possibilidade de consumo e que o Sindicato sabe do caso, é antigo, mas nunca tomou providências a favor dos trabalhadores sobre o caso.

Isrrael Damaceno/ Itapetinga Notícias