Reabriu nesta segunda-feira 18, o Ponto SAC Cidadão de Itapetinga, que volta a funcionar das 7h às 13h de segunda à sexta. Fechado por determinação do Governo do Estado por conta da pandemia do coronavírus, gerou muitos transtornos para a população de Itapetinga e região na entrega de documentos e emissão dos mesmos.

O vereador Eliomar Barreira “Tarugão” percebendo a eficiência com que o município vem tratando no combate ao coronavírus sem surgir novos casos no município, tendo uma população que reagiu positivamente nos cuidados com proteção após reabertura do comércio, Tarugão reivindicou junto ao órgão do Estado na possibilidade de rever a reabertura do Ponto SAC, onde foi atendido imediatamente pelo Secretário de Administração do Estado.

Texto abaixo: Assessoria do Vereador

O vereador de Itapetinga, Eliomar Alves Barreira/MDB (Tarugão), encaminhou carta oficio para o Secretário de Administração do Estado da Bahia, Edelvino da Silva Góes Filho, solicitando a reabertura do Ponto Cidadão no município.

Tarugão entendeu que o serviço oferecido pelo órgão público estadual é de extrema necessidade, por envolver documentos essenciais, como entrada no seguro desemprego e regularização de documentos de Identidade e CPFs, hoje obrigatório, para quem solicita auxilio emergencial.

O vereador deixou claro em oficio enviado ao secretário estadual, que o pedido não se trata de uma manifestação contrário ao isolamento e muito menos ao distanciamento social decretado pelo Governador da Bahia Rui Costa (PT), assim como no município pelo prefeito Rodrigo Hagge (MDB). Mas por se tratar de serviços de extrema relevância e necessidade em momento de pandemia viral em todo país.

No oficio, Tarugão relata ao Secretário Estadual, as dificuldades que os itapetinguenses estão enfrentando com o Ponto Cidadão fechado. O Vereador afirma que os cidadãos enfrentam uma verdadeira tortura sem os serviços essenciais, e que obriga muitos, a se deslocarem para Vitoria da Conquista em meio às barreiras sanitárias adotadas pelos municípios vizinhos, além do custo financeiro da viagem em momento que o único recurso disponível é um auxílio emergencial de R$ 600 reais mês. Esclareceu vereador Tarugão em carta oficio.

Entre outras medidas na crise do novo coronavírus, o vereador Tarugão, requisitou ao prefeito de Itapetinga, Rodrigo Hagge, lavabos públicos moveis em determinados pontos da cidade onde causa aglomeração de pessoas, reforço nas barreiras sanitárias além de um decreto municipal que obriga todos os cidadãos á andar com mascaras pelas ruas da cidade.

Para justificara o pedido obrigatório do uso de mascara em Itapetinga, Tarugão usou decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em que Estados e Municípios, tem autonomia de decretos para combaterem a proliferação do Covid-19. O governador da Bahia tornou obrigatório em todo Estado, “mas para valer na prática será preciso o decreto municipal que terá poder de fiscalização da medida adotada no uso da mascara nas ruas e estabelecimentos comerciais”, e acrescentou, caso o cidadão não tenha recursos para comprar as máscaras, que a Prefeitura de Itapetinga distribua para comunidade carente, finalizou Tarugão.

Assessoria do Vereador Tarugão www.vereadortarugao.com.br