Os últimos dias foram marcados por reuniões importantes na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do município de Itapetinga.
Ainda na sexta-feira, 29/08/2020, o novo Secretário da pasta, Jorge Alberto, se reuniu com representantes da Comissão Independente de Cultura de Itapetinga para discutir e firmar parcerias acerca de temas variados pautados pela Comissão, entre eles o Conselho de Cultura e suas demandas e a aplicação da Lei 14017/2020.




De acordo com o Portal da Transparência, “a Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020, carinhosamente denominada Lei Aldir Blanc, foi criada com o intuito de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia do Covid‐19”.
Segundo o Secretário, “O encontro foi de grande valia, ainda que de forma remota, posto que conseguimos atender as nossas pretensões, sobretudo, a de convocar a participação direta dos Agentes Culturais e de representantes da Sociedade Civil na preparação e execução da pasta, principalmente, no que tange a aplicação da Lei Emergencial de auxílio à cultura em nosso município”, afirmou Jorge Beu.

À tarde, o Secretário reuniu-se com a coordenadora da Biblioteca Municipal de Itapetinga, Taline Sá, e demais funcionários, a fim de acertar os últimos detalhes para a reabertura da mesma. Neste encontro, ficou acordado que a Biblioteca funcionará de segunda a sexta-feira, das 13:00 às 19:00h e atenderá ao público para o empréstimo e devolução de livros.
Ainda na reunião ficou firmado que “todas as garantias para a proteção dos usuários e funcionários da Biblioteca já estão sendo tomadas, o que nos permitirá ofertar aos munícipes itapetinguenses a Biblioteca segura que todos queremos, gostamos e estamos acostumados a ter”, afirmou o secretário.
“Estávamos ansiosos pela reabertura da Biblioteca.

Muitos leitores estavam sentindo falta deste serviço que é ofertado a nossa cidade há mais de meio século e nossos quase 12.000 livros têm muito a oferecer”, afirmou a coordenadora.
Assim, agentes culturais, representantes da sociedade civil e leitores saudosos tiveram nesta segunda-feira respostas aos seus anseios. “Agora,(segundo Jorge Beu) é trabalhar e fazer acontecer!!”