:: ‘coronavírus’

RJ: Mulher finge está com coronavírus para ser atendida na UPA e vai parar na cadeia

Uma mulher foi presa em flagrante na noite da última sexta-feira (7), no Rio de Janeiro, após tentar simular que estava com coronavírus, segundo o jornal O Globo, para conseguir prioridade no atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Copacabana.
De acordo com a reportagem, Claudete Maria Rosa da Silva inventou que havia retornado de uma viagem a Hong Kong, província autônoma da China, para conseguir a prioridade.
Ela foi presa em flagrante por policiais da 12ª DP (Copacabana). “Claudete, por um motivo absolutamente egoístico, concentrou a atenção e os cuidados de inúmeros profissionais da saúde que estavam atuando na UPA neste dia, mantendo por horas a narrativa fantasiosa de um recente retorno de uma viagem a Hong Kong, provocando a utilização de protocolos internacionais para o combate ao vírus, inclusive a comunicação imediata da suspeita aos órgãos competentes”, disse a delegada Valéria Aragão, titular da delegacia.
Ela foi presa dento da UPA após familiares revelarem que ela não possuía sequer um passaporte e jamais viajou para fora do país.
A mulher foi autuada por falsidade ideológica e no artigo 41 da Lei de Contravenções Penais (provocar alarma, anunciar desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto).
G1globo